Abuela Grillo, uma animação boliviana sobre a água

Em 2009, o diretor Denis Chapon lançava Abuela Grillo (Avó Grilo, em português), curta-metragem em animação que adapta uma história da tradição oral do povo Ayoreo, da Bolívia. De acordo com o mito originário, há muito tempo atrás, quando os humanos ainda tinham algo de animais e havia alguma unidade entre as formas de vida na Terra, o céu e a ancestralidade, existia uma senhora grilo que fazia chover pelos lugares por onde passava cantando. Um dia, porém, Abuela fez chover demais e deixou sua comunidade irritada. Em seguida, pediram para que ela fosse embora; rompendo, consequentemente, com o ciclo espontâneo das águas.

‘Abuela Grillo’/ Divulgação

No filme, tudo piora quando a personagem, então sozinha e vulnerável, é sequestrada por empresários que pretendem obrigá-la a cantar, com o objetivo de engarrafar e vender sua água. Em meio à seca, à escassez de comida e à exploração dos preços da água comercializada, a população decide se revoltar.

Assim, ao mesmo tempo que homenageia o mito Ayoreo, o curta também faz referência à revolta popular que aconteceu em Cochabamba, Bolívia, em 2000. Na ocasião, povos originários foram para as ruas, sob violenta repressão militar, para lutar contra a privatização da gestão da água.

Uma década após seu lançamento – e duas depois do episódio de Cochabamba -, Abuela Grillo permanece absolutamente atual. Hoje, enquanto neoliberalismo e autoritarismo voltam a avançar e se aproxima o colapso ambiental,  povos originários seguem tendo direitos negados e suas manifestações violentamente reprimidas nas ruas da América Latina.

A partir de um formato didático e cativante de fábula, portanto, a produção  fala do poder da sabedoria ancestral feminina, da coletividade e da importância de respeitarmos os elementos naturais, tratando-os como comuns, e não como recursos. Nos letreiros finais, uma dedicatória a todos aqueles que lutaram e seguem lutando pela água.

Assista ao filme aqui

Leia também: Missão H2O é o primeiro longa de animação digital da Venezuela

Ficha técnica

Direção: Denis Chapon

Duração: 13 min

País: Dinamarca, Bolívia

Ano: 2009

Elenco: Luzmila Carpio

Gênero: Animação

Distribuição: —

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta