3 talk shows brasileiros que merecem a sua atenção

A televisão brasileira está cheia de programas ultrapassados, de cunho machista ou completamente esvaziados de sentido. O Domingão do Faustão, tendo estreado na Rede Globo em 1989, faz sucesso atualmente por suas competições de dança e canto com figuras famosas da emissora. Mas, ainda que inúmeros quadros – como Se Vira nos Trinta, Arquivo Confidencial e Video Cassetadas – representem algo aparentemente inocente para seu público, o programa de auditório caracteriza-se pelo entretenimento rápido e fácil.

Seguindo a mesma linha do Faustão, demais programas do gênero, como Domingo Legal, Caldeirão do Huck e os condenáveis Casos de Família e Pânico na TV (ou na Band), representam tudo o que há de pior na televisão nacional. Apelações, exposições e até mesmo ações criminosas, tal como invasões de propriedades privadas e tentativas de justiça com as próprias mãos, denunciam as reais intenções desses programas.

Fausto Silva apresentando o ‘Domingão do Faustão’ / Divulgação

Mascarado de entretenimento, o gênero mencionado atua como influenciador social, tanto quanto jornalísticos e programas extremamente conservadores. Em contrapartida, temos os chamados talk shows – cujo maior objetivo é a discussão de temas políticos e/ ou sociais do momento. Jô Soares e Marília Gabriela são os apresentadores deste gênero de maior reconhecimento popular. No entanto, a contaminação dos talk shows por debates e mediadores medíocres é inegável. O maior exemplo disso está no The Noite, com Danilo Gentili.

Contra tudo isso, preparamos uma lista com três talk shows brasileiros, que justificam todo e qualquer mérito obtido.

Marília Gabriela em ‘De Frente com Gabi’ / reprodução YouTube

 

1. CONVERSA COM BIAL

O programa de entrevistas, que substituiu o de Jô Soares no ano passado, tem formato simples e gravado, mas apresenta discussões totalmente antenadas e bem embasadas. Tratando de drogas, educação, redes sociais, cultura e demais eventos pontuais, os temas debatidos por Pedro Bial e seus convidados são levados muito a sério, e de maneira didática à plateia e aos telespectadores.

Para citar algumas participações, temos a do ex-presidente uruguaio José Mujica, a do grupo humorístico Choque de Cultura, a da Ministra Cármen Lúcia e a do autor de Castelo Rá-Tim-Bum e de Malhação – Viva a Diferença, Cao Hamburguer. Exibido de segunda à sexta-feira, depois do Jornal da Globo, na Rede Globo.

Pedro Bial em ‘Conversa com Bial’ / Divulgação

 

2. SAIA JUSTA

Saia Justa é um programa exibido desde 2002, no canal pago GNT. Diversas apresentadoras de renome – como Fernanda Young, Rita Lee, Marina Lima, Maria Ribeiro e Taís Araújo – já integraram o time de mulheres que expõem seus pensamentos no talk show, ao longo dos anos. Atualmente, ele é apresentado por Astrid Fontenelle, Mônica Martelli, Pitty e Gaby Amarantos.

O maior mérito de Saia Justa está nas discussões advindas de pontos de vista principalmente femininos, de forma muito franca. Exibido ao vivo às quartas-feiras, às 21h30.

As apresentadoras atuais de ‘Saia Justa’ / Divulgação

 

3. BIPOLAR SHOW

O Bipolar Show, apresentado por Michel Melamed, é descrito como não sendo um programa de entrevistas. “(…) é a primeira atração performática da televisão brasileira onde realidade e ficção se confundem em conversas e improvisações”, diz a aba “Sobre” do site do programa. Misturando entrevistas e atuações, o show de Melamed é apenas 50% talk show, digamos.

A princípio, o programa pode soar um pouco estranho aos desavisados. Seu formato inconstante, com cenários diferentes que entrelaçam uma mesma entrevista, é, de fato, incomum. Mas, nisso, a produção do talk show se sobressai e nos entrega algo, no mínimo, peculiar – tal como o próprio título do programa. Exibido às terças, às 21h30, e reprisado às quartas (13h) e aos domingos (16h), no Canal Brasil.

Michel Melamed e o convidado Mateus Solano / Divulgação

 

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta