Luis Miguel: bio-série de um dos cantores mais icônicos da América Latina chega à Netflix.

Na noite do último domingo (22) a Netflix lançou o primeiro episódio da série biográfica Luis Miguel, baseada na trajetória do cantor mexicano conhecido como “El Sol de México” (O Sol do México). A cada domingo um novo episódio da produção será disponibilizado pela plataforma para América Latina e Espanha. 

Imagem: divulgação

Ambientada na década de 1990 e protagonizada por Diego Boneta (cantor e ator mexicano conhecido por interpretar Rocco, na novela Rebelde, e Nandinho, em Maria do Bairro), a série abordará desde a infância  de Luis Miguel até sua ascensão ao mundo da música. Um percurso repleto de altos e baixos, incluindo o desaparecimento da mãe do cantor e seu afastamento do pai, Luis Rey (Óscar Jaenada), o homem que explorou seu talento desde muito cedo e se beneficiou de seu sucesso e dinheiro.

Apesar de ser uma série biográfica ficcional – e não documental-, ela é autorizada. Assim, esta pode ser considerada a primeira vez que Luis Miguel fala abertamente sobre sua vida. O artista sempre conduziu seus assuntos privados com muita discrição e, ao que tudo indica, alguns dos temas que despertavam curiosidade na mídia e entre os fãs serão esclarecidos na obra da Netflix.

A cena que abre primeiro episódio (de pouco mais de 50 minutos de duração) traz Luis Miguel se preparando para um show no Paraguai, em 1992, período auge de sua carreira. No camarim ele recebe a notícia de que seu pai estava internado e morrendo. Mesmo assim, o cantor decide subir no palco e não parar o espetáculo.

Imagem: divulgação

O roteiro optou por conduzir a narrativa de forma não linear. As cenas pulam entre várias localidades e anos diferentes (1981, 1987,1992), costurando, aos poucos, todos os arcos que serão explorados. O primeiro episódio aborda o início da carreira de Luis, ainda na infância, seus conflitos de adolescente e termina como começa: desenvolvendo a relação complicada entre pai e filho e dando a entender que o assunto ainda se desenrolará mais adiante.

Tecnicamente, nada salta muito aos olhos. Digamos que a produção siga o “padrão Netflix anos 1990 de caracterização”, em termos de estética, fotografia, coloração, figurinos, maquiagem. O que deve chamar atenção, sem dúvidas, é a trilha sonora, que conta com músicas populares do protagonista, como “Cuando Calienta el Sol” e “Ahora Te Puedes Marchar”

Aos 48 anos, o cantor mexicano soma quase quatro décadas de carreira e se consagrou como um dos artistas latino-americanos mais populares da história. Agora, com a distribuição mundial de sua biografia ficcionalizada,  é bem possível que o astro latino de ritmos românticos possa se eternizar para além de suas famosas canções e se mostrar não apenas como fenômeno de massas da indústria fonográfica, mas como indivíduo.

 

Ficha técnica

Direção: Humberto Hinojosa, Natalia Beristáin

País: EUA

Ano: 2018

Elenco: Diego Boneta, Óscar Jaenada, Paulina Dávila

Gênero: Biografia, Musical

Distribuição: Netflix

 

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta